fbpx
Menu Fechar

Educar com o coração

“Cada mãe que possa conectar-se amorosamente, de verdade, com o seu filho é uma semente para o futuro da humanidade.

- Laura Gutman

Neste meu percurso pela Parentalidade Consciente tenho sempre presente a proposta de Educar com o coração.

Esta proposta tem este propósito de nos relembrar uma série de coisas: a escutar o coração, olhar para dentro, ouvir a nossa intuição e essencialmente vivermos com mais autenticidade, com maior presença e com maior conexão.

Este Educar com o coração, de que te falo assenta, para mim, nos seguintes pilares:

  • Escutar a nossa intuição e o nosso coração de mãe

Deixar as expetativas do que queríamos que os nossos filhos fossem, as expetativas dos outros, as preocupação com os julgamentos. Há sempre julgamentos à nossa volta, muitas opiniões e muito ruido lá fora, ignora! 

  • Praticar o amor incondicional e o igual valor

Mostrar à criança que ela é amada em qualquer circunstância, que é vista e ouvida e que tem valor por quem é e que as suas opiniões, emoções, pensamentos tem o mesmo valor que os nossos. 

  • Ser autêntico e genuíno

Viver em verdade, fieis à nossa essência, mostrando pelo exemplo, o que queremos passar aos nossos filhos: Somos todos perfeitos nas nossas imperfeições, com capacidade ilimitada de amar, de perdoar, e podemos ser vulneráveis e abraçar a nossa vulnerabilidade. (Sim, vulnerabilidade e coragem caminham juntas)

  • Educar para as emoções

Dar espaço para as emoções, para as nossas e para as dos nossos filhos. É educar o coração das crianças, educando com o nosso coração.

  • Confiança nos nossos filhos e no seu desenvolvimento natural

Confiar que vão adquirir as capacidades que precisam adquirir e vão aprender connosco, assim nós vivamos os valores que lhes queremos passar.

  • Procura de Conhecimento com base científica 

É tambem querer saber mais, conhecer, por exemplo, o desenvolvimento do cérebro da criança e as etapas de desenvolvimento infantil. 

Para mi m é isto, e para ti o que é Educar com o coração?

Aqui fica um desafio e um pedido que vos lanço: Queres ajudar a espalhar esta semente?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *