fbpx
Menu Fechar

Auto Estima – Como promover uma Auto Estima saudável no meu filho

O que é a Auto estima? Auto estima é o valor que eu considero que tenho e a forma como me relaciono com esse valor. É a forma como me vejo a mim próprio e como me aceito. Se eu gostar de mim como sou, se eu me aceitar, se me relacionar bem como as minhas qualidades e defeitos então eu tenho uma boa Auto Estima. A Auto estima engloba o autoconhecimento sobre as nossas capacidades, pensamentos, necessidades, as nossas forças e fraquezas. Quanto melhor nos relacionamos com este conjunto mais saudável será a nossa auto estima. Uma pessoa comLer mais

Disciplinar: Punir ou Ensinar

Como pais todos temos dificuldade em saber a melhor forma de educar os nossos filhos.Às vezes é cansativo, desgastante e nem sempre temos a calma necessária para lidar com as situações mais desafiantes, como as birras por ex, ou quando queremos que os nossos filhos colaborem e eles não ligam nenhuma, ou quando tem comportamentos que consideramos menos adequados e nós desesperamos.E continuamos muitas vezes a fazer as mesmas coisas e a ter os mesmos resultados. E não nos satisfaz… E cometemos muitas vezes os mesmos erros, como por ex: (vê se te identificas com alguns)Foco no comportamento em vezLer mais

Olhar a Adolescência de uma forma diferente

Tens adolescentes em casa ou terás em breve ?Estás a começar a sentir o teu filho e reclamar mais independência, a afastar-se mais de ti, a querer estar mais tempo com os amigos, ou a querer estar mais sozinho, a revirar os olhos quando pedes alguma coisa, a não ouvir nada do que dizes? … Pois … parece que tens um adolescente em casa, e agora? Tenho falado várias vezes sobre a adolescencia, porque também tenho filhas adolescentes. Na minha rubrica da Radio AVA já comentei várias vezes a questão da adolescência. Hoje quero relembrar algumas coisas que acho essenciais qualquer pai deLer mais

Auto Cuidado

Quando temos um mindset de cuidador, não nos podemos esquecer que primeiro temos que cuidar de nós. Não cuidar de nós, implica ter menos condições para cuidar dos outros.Quando não temos tempo para cuidar de nós, temos menos motivação, menos energia, menos concentração, menos disposição para enfrentar o dia a dia. Por outro lado, quando o fazemos criamos um estado que nos dá disponibilidade mental, maior motivação, maior energia, maior concentração e maior disposição para enfrentar o dia a dia.Por isso, investir no nosso bem-estar é também investir nos outros. Se estivermos bem, contagiamos quem está à nossa volta, damosLer mais

E se a casa andar mais DESARRUMADA, está tudo bem!

Vivemos dias complicados por causa da pandemia do COVID-19. Muitas de nós, mães, estão em casa com as crianças. Umas em teletrabalho, outras simplesmente a acompanhar os filhos.É tempo de assumir a nossa responsabilidade pessoal e social e fazermos a nossa parte, tendo todos os cuidados já amplamente divulgados pelas organizações mundiais de saúde, mas principalmente evitar o contacto social.Ainda assim, há que focar nas coisas boas desta situação. Vivemos a vida em stress constante, queixamo-nos de falta de tempo. Falta de tempo para nós e para a família. Agora, por força das circunstâncias, temos tempo! Vamos aproveitar.Este é um tempoLer mais

Educar com o coração

“Cada mãe que possa conectar-se amorosamente, de verdade, com o seu filho é uma semente para o futuro da humanidade. – Laura Gutman Neste meu percurso pela Parentalidade Consciente tenho sempre presente a proposta de Educar com o coração.Esta proposta tem este propósito de nos relembrar uma série de coisas: a escutar o coração, olhar para dentro, ouvir a nossa intuição e essencialmente vivermos com mais autenticidade, com maior presença e com maior conexão. Este Educar com o coração, de que te falo assenta, para mim, nos seguintes pilares:Escutar a nossa intuição e o nosso coração de mãeDeixar as expetativas doLer mais

Atenção plena e presença

Vivemos numa época em que as pressões e o stress são cada vez maiores, a corrida do dia a dia não deixa espaço, na maior parte das vezes, para parar e para nos conectarmos connosco, com as nossas intenções e com o momento presente. As nossa relações sofrem com isso, principalmente as relações familiares e com os nossos filhos. Vivemos, tantas vezes, com ansiedade, medo e frustrações baseadas em expectativas e transmitimos esses sentimentos às nossas crianças. As crianças vivem no presente, mas nós, geralmente no nosso piloto automático, nem sempre o sabemos apreciar… e transformamos tantas vezes a vida nos nossosLer mais

Hábitos diários de conexão

Uma das coisas mais importantes, se não “a” coisa mais importante, na relação que temos com uma criança é o nível de conexão: é o nível de conexão que a criança sente que vai influenciar ou até determinar a forma como ela se comporta também connosco! A melhor forma de criarmos uma ligação forte e segura com os nossos filhos (com efeitos a curto, médio e longo prazo nos seu bem-estar, auto-estima e comportamentos ) é construir hábitos diários de conexão.Aqui ficam algumas sugestões para te conectares com o teu filho (dicas adaptadas do blog da Laura Markham (ah ah parenting).ABRAÇOSLer mais

Como promover a Inteligencia emocional nas crianças

A infância é o momento  adequado para a criança desenvolver não só habilidades pessoais e sociais, mas também desenvolver a capacidade de gestão das suas emoções (a sua inteligencia emocional). O que acontece quando estimulamos a Inteligencia emocional nas crianças “Se as crianças aprenderem a expressar e a gerir as suas emoções, na infância, vão crescer mais capazes e saudáveis, o desenvolver destas capacidades faz com que se tornem adultos que sabem lidar com os seus sentimentos e emoções, que sabem compreender os outros à sua volta e desenvolver empatia, que sabem controlar  e gerir melhor os seus impulsos.” CompreendemosLer mais

Ser emocionalmente inteligente… e criar filhos emocionalmente inteligentes

Nos últimos anos, muito se houve falar sobre Inteligência emocional, inclusivamente esta capacidade é já referida por algumas organizações mundiais como umas das 10 qualidades (soft skills) mais importantes no futuro. Estas soft skills vão ser absolutamente necessárias aos novos profissionais, face à tendência da sociedade e evolução dos desafios profissionais.Os novos desafios profissionais“Os novos desafios profissionais e as tendências da sociedade levam as organizações a valorizar as competências comportamentais e sociais, face às, até agora preferidas, competências técnicas.”Durante várias décadas o nosso QI (coeficiente de Inteligência) era considerado uma variável fundamental para o sucesso.  De acordo com a grandeLer mais